PRELIMINARES PARA TER SUCESSO COM O ALFABETO MÓVEL

Sabemos que a educação sensorial é a base da educação Montessori e que a alfabetização nesse método de ensino não poderia ser outro, senão o fonético. Nesse sistema, ensinamos o som das letras e não o nome delas. Assim a alfabetização Montessoriana acontece, usando os três sentidos: vista, toque e som (no método fonético tradicional usamos o som e probremente a vista) e a materialização dessas três dimensões sensoriais na alfabetização montessoriana é o alfabeto móvel.

Para nós adultos o alfabeto móvel parece super divertido e cremos que as crianças ficam entusiasmadas com ele como nós. Mas o que acontece na prática é que muitas crianças se sentem intimidadas pela complexidade da caixa, com tantas divisões e muitas tantas letras. Elas simplesmente não sabem o que fazer com aquilo tudo. E lembre-se: se a criança sentir que não será capaz de realizar algo, ela nem tentará.

A criança precisa estar pronta para o alfabeto móvel. Ela não pode estar insegura com relação ao som e a grafia das letras. As competências trabalhadas por ele serão outras que não as de base, então a criança precisa estar confortável com as letras.

Para exemplificar, vou listar as principais atividades que devem ter sido trabalhadas como preparação para a o alfabeto móvel:

Sucesso com a Vida Prática

O que a Vida Prática tem a ver com o Alfabeto Móvel, você está se perguntando. E eu respondo com uma única e poderosa palavra: auto-confiança. Através das atividades da Vida Prática a criança desenvolve suas habilidades e se sente capaz de fazer algo por si própria, a cuidar de si, dos outros e do ambiente.

Uma mente organizada

Juntar as letras para formar palavras, requer organização das idéias e algumas formas de ajudar a criança com isso é com atividades sensoriais, como a Torre Rosa que ordena os blocos do maior para o menor, por exemplo. Também, Maria Montessori percebeu - antes dos modernos aparelhos de imagem - que os caminhos neurais no cérebro da criança são formados como resultado direto de como a criança interage com seu ambiente. Um ambiente físico organizado e uma rotina previsível ajudam a contextualizar ações e colocam cada coisa no seu devido lugar.

Letras de Lixa

Este material é pré-requisito básico para introdução do alfabeto móvel pois ele ensina a habilidade de associar os sons com os símbolos. Trabalhe bastante com este material.

Consciência fonética

Muitos jogos que evidenciam os sons das palavras são usados na sala de aula Montessori como ferramenta de linguagem: 'eu espio', evidenciar som inicial, som final e outros sons.

Transformar pensamentos em expressões verbais

A criança consegue transformar pensamentos em palavras com o Alfabeto Móvel, mas antes disto acontecer, ela precisa ser capaz de expressar esses pensamentos. Um bom exercício de expressão é conversar sobre um quadro de arte pendurado na sala, por exemplo. Diga: "Eu adoro este quadro. Vejo tanta coisa bonita nele. O que você vê?" Animais, plantas, o quarto, a sala... tudo pode ser objeto de um diálogo como este. O objetivo é transformar os pensamentos da criança em palavras.

Outra forma de trabalhar a expressão verbal é com o jogo de perguntas. Antes de um programa legal acontecer, converse com a criança sobre ele, o que ela gostaria de ver ou fazer, quem ela irá conhecer, etc. Depois do programa, relembre o que vocês fizeram perguntando o que ela viu, o que ela mais gostou de fazer, por exemplo.

Apresente como se usa a caixa do Alfabeto Móvel

As crianças mais novas recebem uma lição de como se retira o material da estante e o leva para o tapete ou para a mesa. Ela aprende a manusea-lo, movimenta-lo e guarda-lo. Essa familiaridade com o material despertada pela lição de apresentação gera um conforto maior da criança para com o material, a ajuda a organizar as idéias e os aprendizados despertados por ele e dá fluidez ao trabalho. Para a criança mais velha que está pronta para trabalhar com o alfabeto móvel, a apresentação do material pode ser fundamental para que a criança deslanche nesta atividade. Isso inclui retirar e guardar a caixa na prateleira, abrir a tampa e achar um lugar apropriado para ela, achar o lugar de cada letra e pegar uma letra de cada vez. Apenas essa apresentação pode dar uma confiança enorme para a criança lidar com o alfabeto móvel e fazê-la deslanchar.

Então, se você apresentou o alfabeto móvel para a criança e percebeu que ela não está muito interessada nele, guarde-o por um tempo e volte com as lições descritas acima. Pode valer a pena!

Thaís xxx

SIGA A GENTE

  • ícone facebook club montessori
  • Grey Instagram Icon
  • Grey Pinterest Icon
  • Grey Twitter Icon
  • Grey YouTube Icon

M20 TECNOLOGIA LTDA ME

23.514.970/0001-00