BARRAS VERMELHAS E A LIÇÃO QUE (NÃO) FOI DADA


Eu estava entusiasmada para apresentar para as meninas (e para vocês também!) as Barras Vermelhas. Ele é um material especial porque ele prepara diretamente para as Barras Vermelhas e Azuis, o primeiro material de matemática do currículo Montessori. Mas Maria Montessori já avisava que as Barras Vermelhas eram, de longe, o mais difícil material sensorial da série que estuda as dimensões (a seqüência é: encaixes sólidos, torre rosa, escada marrom e barras vermelhas).

Eduarda e Beatriz, de 3 anos, já haviam trabalhado bastante os Encaixes Sólidos e a Torre Rosa, faltava então a Escada Marrom. Eu achei que a atividade com a escada marrom não faria tanta diferença assim na vida delas e então, quando as Barras Vermelhas chegaram, eu corri pra mostrar a elas.

Eu vi de cara que as meninas não se entusiasmaram tanto... Guardei o material por uns dias e essa semana resolvi fazer a demonstração. Não foi frustrante. Foi revelador o que aconteceu.

Sempre que vou apresentar um material, peço que elas se sentem ao meu lado em frente ao tapete e mostro, com poucas palavras, como se trabalha o material. Assim fiz. E elas responderam bem quando eu perguntava qual barra era a mais longa (esse também é um trabalho de linguagem, pois a criança aprende muito vocabulário e o seu significado). Com muita calma, cuidando para que as barras ficassem sempre paralelas entre si para facilitar a percepção do comprimento pelas meninas, eu posicionei as barras no tapete da mais longa para a mais curta, alinhando sempre as extremidades esquerdas.

Mas na hora de fazer sozinhas, elas não quiseram. E é MUITO difícil elas não quererem trabalhar com os materiais que temos aqui, muito! De fato, as Barras Vermelhas não são um material como a Torre Rosa que a criança olha e sente uma atração espontânea e instantânea! Elas parecem intimidar as crianças que precisam estar bem seguras para se meterem com elas. Eu vi que elas ainda estavam inseguras para encarar esse material.

Ai que percebi que talvez a Escada Marrom, ou qualquer outro material da série, faça mesmo uma diferença enorme na preparação da criança para chegar a esse nível de dificuldade. Não podemos ignorar isso. Nem podemos atropelar a construção do conhecimento pela criança.

Cada material prepara em um aspecto um pouquinho mais complexo que o material anterior. É assim que o conhecimento no método Montessori vai se acumulando. Os Encaixes Sólidos preparam a vista para enxergar as diferentes dimensões e, enquanto a Torre Rosa há uma diferença progressiva de 1 cm nas três dimensões (comprimento, largura e altura), a escada marrom em duas dimensões (altura e largura), as Barras vermelhas diferem entre si em apenas 1 dimensão: o comprimento. Por isso elas são as mais difíceis! Olha como tudo faz sentido e se encaixa?! É ou não é genial?!

E o que aconteceu depois disso? Eu guardei o material e elas escolheram outro para trabalhar. Algo que elas tinham mais familiaridade e estavam mais confortáveis. E isso é muito bom! Elas treinam algo que elas já conhecem e quanto mais treinam, melhores elas ficam! O meu papel é não deixa-las nessa zona de conforto e apresenta-las sempre novos desafios. Mas desafios atingíveis. E dessa vez, o desafio delas será com certeza a Escada Marrom!

Você pode comprar as Barras Vermelhas aqui.

SIGA A GENTE

  • ícone facebook club montessori
  • Grey Instagram Icon
  • Grey Pinterest Icon
  • Grey Twitter Icon
  • Grey YouTube Icon

M20 TECNOLOGIA LTDA ME

23.514.970/0001-00