APRESENTANDO AS QUANTIDADES


Recentemente, venho apresentando as quantidades com as Barras Vermelhas e Azuis a Beatriz e Eduarda, que estão com quase 3 anos e meio. Eu acho incrível como os exercício com os materiais Montessori nos dão uma versatilidade de adaptação às necessidades da criança. Usando o mesmo material, apresentamos o conceito, exercitamos de inúmeras maneiras e evoluímos para pensamentos mais complexos.

Saber que iremos trabalhar por alguns anos com esse material me traz alguma calma que não sei explicar. Talvez eu saiba lá dentro que eu não preciso ter pressa, não preciso me afobar para apresentar mil tipos de exercícios para minhas filhas. Parece que o material está no controle da situação. A mágica entre ele e a criança vai acontecer, mais cedo ou mais tarde, a depender do tempo da criança - ex-clu-si-va-men-te. Não há muito o que eu possa fazer, a não ser me preparar para apresentar esse material corretamente, do jeito que deve ser, e controle para não interromper minha filha enquanto ela se concentra para decifrar o material.

Quando apresentamos um novo conceito para a criança, é como um tiro no escuro. Nunca sabemos como ela vai receber. Algumas assimilam na hora, outras demoram mais tempo. Saber como o material funciona ajuda muito a perceber o nível de compreensão da criança, se devemos continuar ou se é hora de parar.

Esta foi a segunda vez que apresentei esse material para minhas filhas e elas não entenderam o raciocínio dele ainda. Elas sabem contar até 20 (pulando o treze de vez em quando) mas ainda não compreenderam as quantidades, suponho. Através das lições, percebo duas coisas: elas não "sacaram" o material ainda e ainda não compreenderam as quantidades. Isso não significa que vamos desistir da atividade, apenas que devemos trabalhar mais nele, mas sem querer fazer o trabalho de um ano em um dia.

Para a as primeiras apresentações, sugiro vocês quatro passos:

1) QUEBRAR A DIFICULDADE

Quebrar a dificuldade significa diminuir a dificuldade do material diminuindo a quantidade de peças. Sempre que vou apresentar um material novo, eu procuro fazer isso (quando o material permite). É muito mais fácil para a criança lidar com 3 peças do que com 10! Além disso, diminuir as peças ajuda a criança a se organizar e a organizar seus pensamentos, até perceber do que se trata e como funciona o material.

2) FAZER A LIÇÃO DE 3 TEMPO

A Lição de 3 Tempos é valiosíssima! Em quase TODOS os materiais Montessori usamos ela! Com essa lição curta, simples e objetiva, a criança pode assimilar o conceito e nós podemos averiguar o nível de compreensão que ela chegou.

3) USAR MOVIMENTO

Nós podemos (e devemos!) usar movimento na Lição de 3 Tempos, especificamente no segundo tempo: - coloque o dois em cima da mesa, - me dá o três, - bote o um em cima do tapete... Ajuda a eliminar a monotonia, é divertido e cognitivamente mais eficaz!

4 ) SABER A HORA DE PARAR (MAS CONTINUAR)

Se a criança erra mais de duas vezes seguidas a Lição de 3 Tempos, nós devemos parar a lição com discrição e sugerir uma outra atividade. Nunca fale para a criança: "Não, você errou! Vamos parar por aqui." Apenas diga: "Ok, acho que podemos fazer outra atividade." Não devemos, no entanto, abandonar a atividade. Volte a ela sempre que possível, guardando alguns dias entre uma apresentação e outra.

Eu acho que vamos ficar trabalhando com essas 3 barras por um bom tempo, até que o "estalo"aconteça. Quando isso acontecer, colocaremos mais 2 ou 3 barras e assim seguiremos. Tão logo estarão trabalhando com as 10 barras! Mas não paramos por ai! Muitos novos desafios com as Barras Vermelhas e Azuis estão por vir para essas menininhas! E eu, admirada, serei testemunha do florescer da mente matemática dessas pequenininhas!

SIGA A GENTE

  • ícone facebook club montessori
  • Grey Instagram Icon
  • Grey Pinterest Icon
  • Grey Twitter Icon
  • Grey YouTube Icon

M20 TECNOLOGIA LTDA ME

23.514.970/0001-00